para compartilhar sabores e lembranças olfativas daqui e de outras terras...como o nhoque da nona, o arroz com bacalhau de vovô, as almondegas de minha mãe, o risoto de linguiça do meu pai, o thanksgiving dinner da mammy, o german chocolate cake da cindy, o doce de leite de tia mercedes, o doce de cidra da aninha, o doce de mamão da célia, o doce de pera da margarida, as pimentas da celha, os bolos da semiramis, os patês da rosana e por ai vai....


segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

torta de coco

aprendi fazer esta torta de coco quando eu estudava na industrial no final dos anos 60, acho muita gente nem sabe o que é isto, bem é o que hoje chamamos de colégio técnico, e na época era a melhor escola da minha cidade, tinha que fazer até exame de admissão para entrar lá, e a professora de arte culinária, a Dona Erna, filha de imigrantes alemães, super enérgica e organizada , a quem devo muito do sei fazer, foi minha mestra..., e entre muitas coisas me ensinou fazer esta torta de coco, a receita original não é como faço hoje, então vou passar os dois modos de fazer, de qualquer forma o resultado acaba ficando muito parecido.

torta de coco

massa
3 xícaras de farinha de trigo peneirada
1 xícara de açúcar
1 pitada de sal
4 colheres de sopa de margarina sem sal
2 ovos grandes
1 colher de sobremesa de fermento em pó

junte os secos, em seguida acrescente os ovos e a margarina amasse e forme uma bola.abra com com mão e forre o fundo e o lados de uma forma de fundo desmontável previamente forrada de papel manteiga com esta massa, fure com garfo e leve para assar em forno de 180 graus por 10 minutos enquanto você prepara o creme.

creme de gemas ( o original)

1 litro de leite
2 gemas
gotas de baunilha
5 colheres de amido de milho
8 colheres de açúcar ( tinha esquecido de mencionar na postagem original, perdão!)

bater no liquidificador e levar ao fogo até engrossar, retirar do fogo e juntar 1 caixa de 200 g de creme de leite. bater com o mixer e colocar sobre a massa da torta.

creme confeiteiro (que faço hoje)

ferver 1 litro de leite integral e juntar 3 xícaras de creme confeiteiro, eu uso sempre o sabor baunilha, e mexer, retirar do fogo e colocar uma caixa de 200g de creme de leite. bater com o mixer e colocar sobre a massa da torta.

cobertura de coco.

hidrate um pacote de coco com 5 colheres de agua filtrada e coloque sobre o creme, cobrindo todo, em seguida abra uma lata de leite condensado e espalhe em zig zag sobre o coco até que absorva totalmente o leite condensado. leve ao forno novamente até o coco comece a dourar.
deixe esfriar para desinformar.

obs: acho que vale esclarecer que , o creme confeiteiro é um produto em pó vendido em embalagens de 1 k para o o uso domestico, já vem adoçado, é uma pré mescla, porém não é encontrado em todo lugar, apenas nos atacadistas e lojas especializadas em confeitaria.

6 comentários:

  1. uma verdadeira delicia!

    ResponderExcluir
  2. Vou "roubar" uma fatia, que maravilha!!

    www.saboresdalica.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Eu posso colocar açúcar no creme de gemas original????? Vc sabe que sou formiguinha...rsrs
    Vou tentar fazer no fim de semana... esta torta deve ser maravilhosa!!!

    ResponderExcluir
  4. Julia, tks
    Eliana, "roube" sempre as fatias, um beijos
    Celia, que bom que vc é uma formiga, porque tinha me esquecido de mencionar o açucar,perdão, já fiz a correção. grata por me alertar, voce vai acertar porque é muito simples. um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Eu sou da época da Industrial!!! Fiz desenhista de arquitetura e meu irmão também... Minha irmã fez Enfermagem. Ficou simplesmente divina esta sua torta. Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Cris, bons tempos de industrial...
    pois é a torta é daquele tempo, e por aqui ainda faz sucesso. beijos.

    ResponderExcluir

ora, pitangas!!! quer ouvir voce.
caso voce não tenha blog ou e mail da g mail, ainda assim poderá comentar, quando aparecer "escolher uma identidade" abaixo da caixinha de comentários, clique na última opção - anônimo, mas não esqueça de assinar, só assim saberei quem é voce.
obrigada!