para compartilhar sabores e lembranças olfativas daqui e de outras terras...como o nhoque da nona, o arroz com bacalhau de vovô, as almondegas de minha mãe, o risoto de linguiça do meu pai, o thanksgiving dinner da mammy, o german chocolate cake da cindy, o doce de leite de tia mercedes, o doce de cidra da aninha, o doce de mamão da célia, o doce de pera da margarida, as pimentas da celha, os bolos da semiramis, os patês da rosana e por ai vai....


segunda-feira, 15 de outubro de 2018

ora, pitangas!!! faz 10 anos e tem...bolo de ameixas e doce de leite


o aniversário do blog chegou!!!
já são dez anos blogando - cronologicamente um tempão - apenas pelo prazer de compartilhar receitas e algumas vivencias.

hoje, posso diz que está ai, uma coisa que me orgulho de ter começado aos cinquenta anos, época que normalmente as pessoas vão deixando as coisas para lá, vão se aquietando, vão se encolhendo...
bem, no meu caso eu precisava muito desviar  a atenção do horário que eu detesto, "a tal hora da ave maria" o momento do cair do dia, este horário, desde que me conheço por gente, me dá um incomodo terrível, uma tristeza, um aperto no peito, é rápido, é temporário mas não é bacana.
especialmente, no ano de 2008 a situação se acentuou, o marido ainda trabalhando na capital, a filha no intercambio fora do Brasil, o filho indo para a faculdade, eu me vendo sozinha na pior hora do dia, para mim é claro, bem como moro no campo e numa rua sem saída, aqui é tudo muito quieto, muito verde e na ocasião poucas casas, movimento zero. era um mal estar danado!

depois de amargar o "tal sofrimento"  por longos dois meses, achei que escrever um blog para registrar a minhas receitas - aqui devo esclarecer, que era uma cobrança muito antiga da filha, ela sempre quis que eu tivesse um caderno de receitas com as coisas que eu sempre fiz e com as simples do dia a dia, como por exemplo uma polenta, uma farofinha de banana, e que fosse um caderno organizado, bem escrito (tenho a letra horrível, quase inteligível) as minhas anotações, são antigas, muito mal escritas, bagunçadas, não tem modo de fazer em nada, e coisas que eu considero corriqueiras, como um purê nunca foram apontadas, enfim era um debito que tinha com a minha filha e precisava resolver, sendo assim, achei que poderia então unir o útil ao agradável, e definitivamente fazer os registros e atender os anseios da filha e de quebra  poderia abrandar o incomodo que tanto me perturbava.

me organizei de tal modo, que me recolheria ao escritório e neste momento de angustia temporária iria escrever um texto e registrar as receitas do dia a dia, fui fotografando as preparações e montando um pequeno arquivo.
comecei meio sem jeito, com as dificuldades de alguém com parcos conhecimentos dos recursos das plataformas, mas não me intimidei, encarei a coisa e não me arrependo.

foi uma grata surpresa o retorno das pessoas com as minhas receitas simples, coisas que nunca dei a importância devida, afinal, para mim aquilo era muito elementar, tipo aproveitar as bananas maduras da fruteira, sobras de legumes, e foram justamente estas coisas passaram a ajudar as pessoas a comerem melhor,  planejarem os cardápios, tomarem gosto pela culinária, se arriscarem fazer um um bolo, buscarem algo mais saudável,  aproveitarem as sobras, não se desesperarem e descobrirem que com ingredientes simples, coisas que normalmente temos na despensa e geladeira,  poderiam fazer algo que agradasse os familiares.

no entanto, não foi só isto, a relação interpessoal propiciada pelos comentários e a as afinidades foram chegando, a evolução das mídias, os encontros presencias, enfim a cada ano algumas mudanças, novos hábitos e lamentavelmente a diminuição das postagens acabaram acontecendo porque temos mídias mais ágeis, no entanto as visitas ao blog continuam, apesar da interação ter diminuído muito nesta via e por outro lado estão estreitando ainda mais nas outras, como face time, chamadas por aplicativo etc e tal.

me mantenho firme, sem alteração de layout, sem propagandas, sem parcerias, isto me traz um certo alivio e até um pouco de orgulho, afinal quem me visita vem em busca da qualidade das minhas receitas, na certeza que darão certo e com interesse nas vivencias que compartilho. 
talvez, eu até esteja na contra mão da situação atual, mas neste momento não vejo motivo para desviar deste caminho, afinal não tenho esta agilidade toda para estar na crista da onda, como por exemplo para montar videos nem de me aventurar em campos desconhecidos, não tenho fan page, nem sei como salvar uma receita nos stories do instagram!!!?? (se tiver uma alma boa para me ajudar, aceito de bom grado)

gostaria também de compartilhar com vocês, neste post de aniversário do blog, que este ano, completo cinquenta anos de padeira amadora.
fiz o meu primeiro pão sozinha, um bem simples, de banha, para presentear uma professora querida, no dia dos professores, coincidentemente o mesmo dia do aniversário do blog!
depois de muito pensar, achei que não deveria deixar passar este jubileu em branco, afinal são meio seculo, e decidi - esta data merece um registro!

como vocês sabem, tenho postadas muitas receitas de pães e até acho, sem modéstia, se me permitem, que incentivei algumas pessoas a perderem o medo de por a mão na massa e tomarem gosto pela panificação.
sendo assim, pensei em fazer uma ação coletiva, e convida-los, para quem desejar participar, repostando uma ou mais receitas de pães do ora, pitangas!!! que tenham reproduzido em algum momento nos seus blogs, claro que, se alguém que nunca reproduziu uma receita daqui e quiser participar será muito bem vinda(o), também gostaria de ouvi-los se os meus post de pães facilitaram, complicaram, encorajaram, desmistificaram a visão de vocês sobre a panificação caseira.
no entanto, propositadamente, não anunciei este evento antes, para comemorar na data correta, uma vez que o dia do pão é justamente no dia 16 de outubro, amanhã, e o mundo dos blogs estará sintonizado neste evento internacional, eu, como amante da panificação artesanal, espero muito que seja assim e cada vez tenhamos mais blogs adeptos ao WBD 2018.
diante disto, estou pensando na data de primeiro de novembro, uma quinta feira! farei, oportunamente um post especifico para esta ação com todos os detalhes.

bem voltando ao aniversário do blog, tem bolo, daqueles bem clássico, bem antiguinho...afinal aniversário tem que ter bolo!
mas antes de passar para a receita, gostaria de agradecer a companhia de vocês, a paciência e especialmente o carinho com esta velha blogueira!
dito isto, rumo ao ano XI do ora, pitangas!!!



bolo de festa

a massa é um pão de ló de laranja, a receita você encontra aqui.

o primeiro recheio é uma cocadinha feita com  1 lata leite condensado, 1 vidro de leite de coco, 1 pacote de 100 de coco ralado seco sem açúcar e 100 gramas de ameixa seca retalhada em pequenos pedaços hidratadas previamente em 1 xícara de água, passar pela peneira descartar a água do molho e levar tudo ao fogo e apurar até o ponto de cocada mole, deixar esfriar antes de empregar.
o segundo recheio é apenas leite condensado cozido em ponto de doce de leite firme (40 mim) , cortado em laminas finas e apenas sobreposto ao primeiro recheio, não pode emulsificar o doce leite que ele perde totalmente a estrutura e acaba vazando no recheio.

para a cobertura, 300 gramas de manteiga em ponto de pomada, 1 lata de leite condensado, gelado previamente e 100 gramas de leite em pó de primeira linha, bater na batedeira em velocidade média a manteiga com o leite em pó e ir derramando aos poucos o leite condensado até atingir o ponto desejado,nesta cobertura não usei todo o leite condensado, varia muito conforme a marca da manteiga.  

a montagem é bem simples, cortar a massa de bolo ao meio, não  precisa umedecer,  a cocada úmida dá conta disto, espalhar bem, em seguida colocar as laminas do doce de leite sobre o primeiro recheio, cobrir com a outra parte e distribuir a cobertura pelo topo e laterais, usei uma espatula de manteiga para isto e para finalizar fiz uns arabescos com a própria espatula.
para dar uma cor, fatiei uns poucos morango que tinha e usei folhas de hortelã e menta peperita da horta.

vale ressaltar que este  bolo é o favorito do meu marido, fiz para o aniversário dele em setembro ultimo e como a  Gina estava aqui, pude contar com a preciosa ajuda dela.
foi bom demais ver a felicidade dele e ter a querida Gina ao meu lado durante todo o processo!


Bookmark and Share
Print Friendly and PDF

10 comentários:

  1. Cheguei em dia de festa! Parabéns pelos 10 anos e que bom que esse lindo blog foi criado. Sempre há algum motivo que nos leva a isso! Adoro esse bolo! beijos, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Data maravilhosa!!!!! Dez anos! nao e' pra qualquer um (ou qualquer uma) nao! Parabens, e que muitos outros anos venham pela frente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grata Sally pelo seu carinho de sempre! beijos

      Excluir
  3. Amiga, degustei cada palavra do seu texto. Surpreendi-me com os detalhes que a levaram a começar o blog.
    Sou testemunha da sua praticidade na cozinha.
    Angela, 50 anos de padeira não é para qualquer um! Sua professora certamente sentiu-se honrada por receber um pão feito pela aluna e no Dia dos Professores. Sua mão para a panificação é incrível!
    Claro que estarei na sua coletiva!
    Foi um grande prazer ajuda-la em pequenos detalhes desse bolo. Nos divertimos fazendo o milagre da multiplicação dos morangos...rs! E o aroma da menta peperita? Demais!
    Sempre uma felicidade compartilhar de momentos especiais com sua querida família.
    Nem preciso dizer que o bolo foi aprovadíssimo, né?
    Grata pela amizade nesses 10 anos e vida longa ao Ora, Pitangas!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gina querida, apesar da nossa longa amizade tem coisas que acabam passando... de fato, foi especial demais fazer este bolo com você, tinha outra opção de bolo para este post, mas não podia ser outro, tinha que ser este! grata mais uma vez pelo seu enorme carinho comigo. um beiji

      Excluir
  4. Angela, te parabenizei por outras vias, mas não posso deixar de registrar aqui minha admiração por vc e pelo ora,pitangas!! Gosto daqui justamente pelo acolhimento que a página proporciona, o jeito simples de nos receber e compartilhar suas receitas, sejam de guloseimas ou de vida. Parabéns mais uma vez!
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Voltei para dizer que esse bolo deve ser divino!!

    ResponderExcluir

ora, pitangas!!! quer ouvir voce.
caso voce não tenha blog ou e mail da g mail, ainda assim poderá comentar, quando aparecer "escolher uma identidade" abaixo da caixinha de comentários, clique na última opção - anônimo, mas não esqueça de assinar, só assim saberei quem é voce.
obrigada!