para compartilhar sabores e lembranças olfativas daqui e de outras terras...como o nhoque da nona, o arroz com bacalhau de vovô, as almondegas de minha mãe, o risoto de linguiça do meu pai, o thanksgiving dinner da mammy, o german chocolate cake da cindy, o doce de leite de tia mercedes, o doce de cidra da aninha, o doce de mamão da célia, o doce de pera da margarida, as pimentas da celha, os bolos da semiramis, os patês da rosana e por ai vai....


quinta-feira, 18 de agosto de 2016

ciranda de receitas - orapitangas apresenta Arte na Cozinha

dando seguimento a nona rodada da Ciranda de receitas...
hoje tenho a honra de ter como meu par a Flávia,  menina tão querida, aqui da vizinhança e a primeira blogueira que conheci do delicioso Arte na Cozinha.

Flavinha eu passamos por várias fases, quando descobri que ela era da região fiquei muito feliz, rapidamente solidificamos a amizade pelo velho MSN, qual foi a minha surpresa de no meio das conversas, descobrir que mãe dela, tinha um comercio na mesma rua da minha mãe, claro que quando fui visitar a D. Odete, parei lá e bati um papo com a simpática mãe da Flá, mais adiante tivemos um convite para uma parceria, que acabou não vingando, mas pelo menos nos deu a chance de nos conhecermos, bem fomos ficando cada vez mais próximas, estreitando assim nossa amizade e reconhecendo nossa afinidades e TOC´s, sim temos TOC´s e nos divertimos com eles...
trocamos não só receitas, trocamos dicas, avisamos uma a outra das ofertas, dou conselho, dou palpite, coisa de tia, de tia velha. 
carinho de cá, carinho de lá!
falamos da vida e também longamente sobre farinhas, ovos, feira, divagamos...somos assim!
as nossas idas para a Capital, são um capitulo a parte, os 100 km passam num segundo, eu sou a navegadora que não se entende com o GPS e entra em surto quando o GPS (detalhe, com a voz do Mickey) manda virar a direita ou esquerda, perco o rumo, derrubo o celular, entro em pane.
pacientemente, ela para, faz novos ajustes, rimos muito até que aconteça tudo de novo, uma farra!
além da admiração que nutro por esta menina lutadora, solidária, sempre pronta para te ajudar, cheia de boas ideias, divertida e com um humor peculiar.
a respeito muito, como cozinheira dedicada, detalhista, caprichosa, inovadora, capaz de preparar delicias com dois ou três ingredientes, adoro a versatilidade desta cozinheira jovem com alma de cozinheira antiga.
bem, ficaria falado desta garota tão querida, posts seguidos, mas quem a conhece sabe do que eu estou falando, quem ainda não conhece o Arte da Cozinha da Flá, não perca tempo, visite o blog e confirme lá tudo o que falei sobre ela.

agora com a palavra a Flavinha, ah sim...deixei uma receita minha no Arte na Cozinha, uma  focaccia tá bom!

"Como fiquei feliz com essa rodada da Ciranda! Meu carinho pela Angela é gigante!
Mas como todo mundo já conhece bem essa cozinheira e padeira maravilhosa, vou falar da Angela amiga, disposta sempre a ajudar, preocupada com todos, carinhosa com os amigos... daquelas pessoas que a gente agradece a Deus por ter por perto sabe?! 
Me trata sempre com tanto carinho, me ensina tantas coisas bacanas... 
Angela, obrigada por fazer parte da minha vida e por sua amizade!
E obrigada por me receber aqui no Ora Pitangas, é um prazer estar aqui hoje! 
E trouxe um torresminho, daqueles que se a gente colocar um prato na frente e começar a bebericar alguma coisa, sabemos que vamos ficar horas a fio batendo papo, porque isso é fato, nós duas batemos um papo como ninguém né?! 
Beijos e abraços"




Torresmo crocante 

Ingredientes:

- 2 Kg de barriga de porco (peça pedaços que venham com carne também) cortada em cubos grandes
- 1 col. chá de sal

Preparo:

- Você vai precisar de uma panela grande de fundo grosso, para que os pedaços não fiquem sobrepostos. Se não tiver, divida em duas panelas e chame alguém para te ajudar;
- Coloque os pedaços do torremos (sem sal) e ligue a panela em fogo médio;
- Mexa a panela constantemente para que a gordura do torremos vá derretendo. Ele vai pegando no fundo da panela conforme for fritando, mas é normal, continue mexendo que ele irá soltar sozinho da panela;
- Quando você notar que há bastante gordura já derretida, abaixe o fogo e continue mexendo até que a gordura comece a espumar. É nesse momento que o torremos irá fritar na própria gordura e pururucar a pele;
- O torresmo estará pronto quando atingir a coloração dourada, mas é importante tomar muito cuidado para não deixar passar do ponto, pois ele pode amargar;
- Retire com uma escumadeira e coloque sobre uma assadeira forrada com papel absorvente;
- Salpique o sal, mexa bem e deixe esfriar por uns 5 minutos. É normal você ouvir o torresmo "estralar" e é nesse momento em contato com o ar, que a pele vai terminar de ficar bem crocante.
- Sirva com umas gotinhas de limão se desejar.

Rendimento: 500 gr. de torresmo
Tempo de preparo: 1 hora
Grau de dificuldade: Fácil

Observações:

- Juro que não espirra! Confie em mim, é como fritar bacon, mas como não tem sal, ele não vai espirrar!
- Ele solta muitaaaaa gordura. Dos 2 Kg, veja que de torresmo mesmo sobra 500 gr. Faça as contas! Mas não se assuste, vamos pensar que você eliminou tudo isso...risos.
- É crime jogar a gordura que sobra fora. Você pode guardar em um pote de vidro e temperar um feijão por exemplo. Eu nunca guardo tudo porque é bastante, mas um tequinho eu guardo, porque é bom, porém não muito saudável.
- Compre uma carne de qualidade! Procure um bom açougue onde você confie e possa questionar sobre a procedência da carne. E peça um belo pedaço de barriga com bastante carne! 
- Uma caipirinha para acompanhar é o que há!


fiquei aqui imaginando a delícia que seria tomar a tal de caipirinha  com os torresmos na companhia da querida Flá...

nesta quinta, a ciranda continua
não deixem de conferir as postagens dos blogs participantes desta rodada
      18 - http://www.sosimplesassim.com.br/

Bookmark and Share
Print Friendly and PDF

9 comentários:

  1. Oi, Angela, bom dia,

    O torresmo da Flávia ficou lindo e com aspecto realmente crocante, que delícia!
    Vou voltar agora à receita, a fim de examinar as dicas da Flávia, pois estes torresmos devem ficar bons demais, rsrs.

    Beijoca

    ResponderExcluir
  2. Que delícia a Ciranda e que delícia este torresmo! Fiquei com vontades aqui! Parabéns!!!
    Beijos
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  3. Angela, contei lá no blog da Fla que geralmente passo mal quando como torresmo, mas simplesmente amo! Só de ver me deu vontade, rs. Sua focaccia ficou uma preciosidade, coisas de padeira :) Beijos!

    ResponderExcluir
  4. à anos que não como torresmos. Deu uma saudade.
    Belíssima e gostosa receita.

    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2016/08/creme-de-cebola.html

    ResponderExcluir
  5. Nossa, simplesmente adoro torresmo, que delícia!Uma parceria muito bonita de vcs duas, parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Olha, vou falar uma coisa, o torresmo é só um detalhe diante de tanta coisa que vocês duas compartilham conosco...
    Acredita que ainda hoje falei dos TOCs de vocês? Que coincidência! Lembrei de como rimos aquele dia que cada uma foi lembrando dos seus. Acho que meu caso é mais ¨grave¨, porque ainda não me dei conta se tenho...rs!
    Beijos de longe... e ao mesmo tempo de tão perto...!

    ResponderExcluir
  7. Que texto lindo e que amizade bacana!! Vocês são duas pessoas muito especiais, portanto só poderia sair muita coisa boa dessa amizade!! Apesar de não comer carne de porco, pela foto posso imaginar o quanto ficou crocante e bom de saborear!! Angela, minha amiga aquela sua foccaccia eu comeria em quantidades absurdas....hehehe. Beijo grande!!

    ResponderExcluir
  8. Texto lindo, carinhoso e comidinha boa com afeto que vocês fazem muito bem, digamos panela e texto.. Duas queridas.

    ResponderExcluir

ora, pitangas!!! quer ouvir voce.
caso voce não tenha blog ou e mail da g mail, ainda assim poderá comentar, quando aparecer "escolher uma identidade" abaixo da caixinha de comentários, clique na última opção - anônimo, mas não esqueça de assinar, só assim saberei quem é voce.
obrigada!