para compartilhar sabores e lembranças olfativas daqui e de outras terras...como o nhoque da nona, o arroz com bacalhau de vovô, as almondegas de minha mãe, o risoto de linguiça do meu pai, o thanksgiving dinner da mammy, o german chocolate cake da cindy, o doce de leite de tia mercedes, o doce de cidra da aninha, o doce de mamão da célia, o doce de pera da margarida, as pimentas da celha, os bolos da semiramis, os patês da rosana e por ai vai....


quinta-feira, 30 de abril de 2009

mini pimentões


esta minha mania
de plantar sementinhas,
deu nisto...
nem me perguntem como,
mini pimentões nasceram na horta,
eu achei tão lindos,
que
ficaram enfeitando minha cozinha por vários dias, fiquei com uma peninha de guardá-los na geladeira


terça-feira, 28 de abril de 2009

bolinho de arroz

além do amado marido, que é filho único, minha sogra, que infelizmente não conheci, me deixou alguns legados, bordados, cristais, louças..., alguns mimos costumo usar nas fotos do blog.

uma das peças mais interessantes é este fogão que, além de antigo - tem mais de 50 anos - funciona perfeitamente todas as peças são originais e o forno é excelente, apesar de não ter isolamento de calor, assa tudo direitinho e eu adoro!
ele está na minha churrasqueira acompanhado de uma geladeira da mesma idade, que também veio no pacote e que qualquer hora mostro aqui.
normalmente uso apenas para fazer café ou algo bem ligeiro quando recebemos amigos na churrasqueira. dias destes resolvi fazer bolinhos de arroz para tira gosto antes do churrasco e acabei usando o tal fogão, como já disse varias vezes, frituras não é o meu forte, apesar de bolinhos de arroz estarem entre os meus petiscos favoritos, então...
como tinha sobras de arroz, resolvi fazer os bolinhos com dois ovos, mas deu tanto bolinho, que não acabava nunca de fritar, não sei se é a minha falta de habilidade com frituras que tudo fica mais longo, mas eu nem liguei, pois o papo esta super bom e o drink então, era o meu favorito.

os bolinhos ficaram super saborosos, crocantes, no ponto certo e rústicos como eu gosto!


bolinho de arroz

bater no liquidificador
2 ovos
2 xícaras de leite
4 colheres de sopa de óleo
1 cebola inteira
cebolinha, salsinha, sal
1 xícara de arroz amanhecido

em uma tigela colocar 1 xícara de arroz amanhecido e dar uma rápida amassada com o grafo , juntar 1 e 1/2 xícara de farinha de trigo, 1 colher de sobremesa de fermento em pó, 5 colheres de queijo ralado, ir despejando aos poucos mistura do liquidificador, se a massa ficar muito mole acrescentar mais farinha.
fritar as colheradas, em óleo quente.


segunda-feira, 27 de abril de 2009

windsock

ontem, já no finalzinho da tarde, eu o marido sentamos na varanda para tomar um café bem forte, sem açúcar com casquinhas de laranja, em meio ao balé da windsock - a biruta que tenho pendurada na varanda, olhei para o azul do céu, o verde do inicio do outono, os hibiscus floridos, as folhas do plátano caindo, senti o vento ameno do final de tarde, o cheiro das floradas das laranjeiras, um silencio reconfortante quebrado apenas pelos cantos dos pássaros e ai então, tive, a mais absoluta certeza que, o outono é a minha estação favorita.

assim todos os dias do ano, fossem como os dias de outono, calor na medida certa durante o dia e frescos ao entardecer, isto é sem dúvida nenhuma a minha cara.

domingo, 26 de abril de 2009

arroz selvagem

bem, como mencionei no post anterior, este arroz foi um acompanhamento, adoro a aparência dele, acho que fica super atraente sobretudo com pratos de pescado e frutos do mar, por ser mais duro que o arroz normal demanda mais tempo de cozimento, coloquei para cozinhar quando comecei o bacalhau e acabei tudo junto


arroz selvagem

temperei com alho moido e azeite extra virgem e um tiquinho de manteiga e sal, coloquei 3 partes de agua para uma de arroz, quando ferveu, abaixei o fogo e deixei cozinhado até a textura desejada, demorou 45 minutos.

sexta-feira, 24 de abril de 2009

frigideira de bacalhau

vocês não estavam achando que eu ia deixar de postar uma receita de bacalhau?
pois é, aqui na minha cozinha também teve bacalhau sim, meu filho Mah não gosta e para ele teve um filezinho de peixe, bem básico com molhinho de alho que ele adora.
bem, para acompanhar este bacalhau servi brocolis no vapor, um arroz selvagem e um arroz com açafrão como opção caso o selvagem não fosse do agrado.
devo dizer que não tive preferência do arroz tanto um como outro harmonizaram perfeitamente com a frigideira de bacalhau.

um bom vinho completou o almoço!



frigideira de bacalhau

  1. demolhar por 24 horas em geladeira 1 quilo de lascas de bacalhau, trocar a água por 4 vezes
  2. ferver e escorrer
  3. cozinhar 6 batatas médias e deixar al dente, mas não deixar amolecer demais, reservar
  4. fatiar 2 cebolas grandes
  5. fatiar 3 ou 4 tomates vermelhos porem firmes
  6. fatiar 2 ou 3 pimentões coloridos (usei verdes e vermelhos)
  7. cozinhar 3 ovos e reservar

montagem:

  1. na frigideira grande de 35 cm de diamentro faça lascas de alho a gosto e doure
  2. refoge rapidamente o bacalhau em azeite e reserve
  3. passe rapidamente uma parte das cebolas por azeite e reserve para a cobertura
  4. faça a primeira camada de batatas
  5. a segunda de tomates, regue com azeite e lascas de alho
  6. a terceira de lascas de bacalhau
  7. a quarta de pimentões
  8. a quinta de cebolas
  9. mais bacalhau
  10. mais batatas
  11. e assim por diante regando entre as camadas
  12. não precisa de agua, o cozimento se dará pela agua que o tomate desprender
  13. tampe e leve a fogo baixo (top do fogão) por 15 minutos
  14. retire do fogo, espalhe as cebolas reservadas, os ovos picados e azeitonas

selinhos e selinhos
















recebi este selinho da Dolly do simpatico e criativo blog: http://saborearoma.blogspot.com/


a regra deste é indicar os blogs que você achar criativo, além de linkar que te mandou o selinho

*.*



este recebi do novo blog Flavia do http://omundodesophia-omundodesophia.blogspot.com/


a regra deste é indicar

7 coisas que te fazem sorrir e indicar 7 blogs que te fazem sorrir

além de linkar que te mandou o selinho

  1. ter uma família unida
  2. ver meus filhos felizes
  3. receber amigos
  4. tomar nem que seja apenas um café com pessoas que amo
  5. olhar para o lado e ver muito verde, céu azul
  6. sentir paz
  7. fazer uma colheita de amizade, flor, fruta...


eu estaria sendo injusta em dedicar os selinhos tanto do nectar/criativo quanto ao de fazer sorrir, a apenas algumas das que me visitam ou para aquelas que visto regularmente, por que afinal entendo, que somos todas de uma forma ou de outra criativas, uma vez que criamos um tempo na nossa já tão apertada agenda para nos dedicar a este espaço, para ter sempre um comentário a compartilhar, um palavra carinhosa, de incentivo, de provocar um sorriso ou uma emoção, enfim de marcar presença no cantinho de alguém que não conhecemos pessoalmente, muitas vezes de outro lado do oceano, outras vezes em idiomas que não é o nosso, mas que se tornou uma alguém tão familiar que passamos até nos preocupar e perceber se algo não vai bem ou compartilhar de um alegria, enfim passa a fazer parte do nosso convívio diário.

então, dedico, os selinhos, a todas que me visitam, neste meu espaço, que mantenho com muito carinho, apesar de toda correria diária, correria esta, que acredito ser presente na vida de muita de nós.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Juh seventeen´s

durante um periodo de meditação, na India em 1968 e inspirando em Kahlil Gibran com o poema Sand and Foam, John Lennon escreveu Julia

Julia
The Beatles
Composição: Lennon/McCartney

Half of what I say is meaningless
But I say it just to reach you, Julia, Julia, Julia, oceanchild, calls me
So I sing a song of love,
Julia, Julia, seashell eyes, windy smile, calls me
So I sing a song of love, Julia
Her hair of floating sky is shimmering, glimmering,
In the sun Julia, Julia, morning moon, touch me
So I sing a song of love, Julia
When I cannot sing my heart
I can only speak my mind, Julia, Julia, sleeping sand, silent cloud, touch me
So I sing a song of love, Julia
Hum hum hum...calls me
So I sing a song of love for Julia, Julia, Julia

Julia (tradução)
The Beatles
Composição: Lennon & McCartney

Metade do que digo é sem sentido
Mas eu digo só para tocar você,
Julia, Julia, Julia, criança do oceano, me chama
Então eu canto uma canção de amor,
Julia, Julia, olhos de concha, sorriso ventoso
Me chama
Então eu canto uma canção de amor, Julia
Seus cabelos de céu flutuante estão ondulantes
Reluzindo no sol
Julia, Julia, lua do amanhecer, toque-me
Então eu canto uma canção de amor, Julia
Quando não consigo cantar o meu coração
Posso apenas expressar minha mente, Julia

a nossa Juh completa hoje 17 anos

happy birthday Juh e todo nosso amor

segunda-feira, 20 de abril de 2009

up side down de abacaxi


eu queria levar uma sobremesa na casa da Catarina, sei que ela ama chocolate, mas eu gosto mesmo de usar frutas, de olhar do lado, ver o que tenho na fruteira e resolver o que fazer na hora, achei que up side down poderia cair bem, pois poderia ser servido morno com sorvete, ou frio para acompanhar o café depois do churrasco , então não me restou mais duvidas, fiz logo o um up side down de abacaxi, a receita é a mesma do de banana já postado aqui, a única diferença é a fruta


up side down de abacaxi

2 colheres de sopa de margarina sem sal
1 e 1/2 xícara de açúcar
2 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento em pó
1 e 1/2 de xícaras de leite

bater em creme o açúcar e a margarina, em seguida juntar o fermento e a a farinha devidamente peneirados juntos, e ir alternando o leite, quando ficar uma massa lisa, porém um pouco mais pesada que massa de bolo espalhar sobre o abacaxi.
caramelizar uma forma de bolo de 30 cm de diâmetro com 1 xícara de açúcar (ou mais caso deseje mais calda) e assim que derreter o açúcar espalhar as fatias ou rodelas de abacaxi.
assar por 25 minutos e desinformar ainda morno.

sábado, 18 de abril de 2009

geleia de pimenta

nem me lembro se já comentei aqui, o marido adora comer geleias, doces com salgados, enfim agridoce em com ele mesmo, mas pimenta nem pensar, e eu vivo fazendo geleia de tudo que vejo pela frente, se tenho muita fruta, se tem uma fruta acida já corro fazer uma geleia por sei que aproveitamos tudo por aqui, dia destes, a Celha, minha amiga que entende tudo de pimenta, mas nada de net, me pediu para pesquisar um geleia de pimenta, vi uma receita com maçãs que ela acabou fazendo, na verdade seguindo a intuição, a receita foi apenas referencia, ficou excelente. ela me deu um pote e acreditem, o marido adorou a tal geleia, nem é ardida! então eu resolvi fazer a minha, diferente da receita original e diferente da que a Celha fez, mas ficou otima, com umas torradinhas e um queijo brie ou com carne de porco... fica perfeita!

geleia de pimenta

5 maças grandes
20 pimentas dedo de moça (sem sementes)
2 xicaras de açucar
cravos
pau de canela
suco de 3 limões

descascar as maçãs e reservas as cascas, picar 3 unidades, colocar numa panela com açúcar, cravos e canela.
processar as pimentas sem sementes, o suco dos limões, com 2 maçãs e todas as cascas.
levar a fogo baixo até dar ponto.

quinta-feira, 16 de abril de 2009

torta de limão

esta sobremesa é para aqueles dias que você realmente precisa fazer algo bem pratico e muito rápido, somente abrindo potes, latas e pacotes, mas vai precisar de umas 3 ou 4 horinhas de geladeira e pronto




torta de limão

bater no liquidificador
nesta ordem:

1 copo de requeijão
1 lata de creme de leite
1 lata de leite condensado

depois de bem batido com o liquidificador ligado ir acrescentando aos poucos 1 copo de requeijão de suco de limão(faça as raspinhas antes de espremer)

montagem:

num refratário ou taça coloque uma camada de bolacha maizena, a metade do mousse de limão, outra camada de bolacha e cubra com o resto do mousse de limão, salpique raspinhas de limão.

dicas:
  1. você poderá usar o fundo de massa de bolacha triturada e manteiga
  2. poderá também montar em taças individuais
  3. se desejar poderá substituir as raspas de limão por chocolate ralado

terça-feira, 14 de abril de 2009

pão de mel - Chá da Tarde Desafio de Páscoa

como sempre falo aqui,
chocolate não é o forte desta cozinha,
mas acho que com este pão de mel,
posso arriscar participar do
Chá da Tarde Desafio de Páscoa - Chocolate
da Leila e da Cris

pão de mel

bolinho

2 xícaras de farinha de trigo peneiradas
1/3 de xícara de chocolate em pó
1/2 xícara de açúcar mascavo
2 colheres de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de café de fermento em pó
1 colher de chá de cravo moído
2 colheres de chá de canela em pó
1 xícara de leite
1/2 xícara de mel
2 colheres de margarina
1 ovo
misture o ovo, o mel e a margarina, reserve. peneire todos os secos.
agregue aos poucos os secos e o leite a mistura do ovo, margarina e mel, quando a mistura estiver homogenea, como uma massa de bolo, despeje nas forminhas de pão de mel, untadas com margarina sem sal, e leve para assar em forno médio por 12 minutos.
retire da forma, e coloque sobre uma grade para esfriar.
esta receita rende 20 unidades na forma de 8 cm.
montagem:
cortar ao meio e rechear com brigadeiro ou doce de leite
cobertura:

  1. derreter chocolate ao leite ou chocolate em moedas especial para banhar
  2. banhar um a um, usando o garfo especial
  3. deixar secar sobre o papel alumínio na geladeira por 10 minutos
  4. retirar da geladeira
  5. deixar descansar até que o chocolate volte a brilhar
  6. ai então pode embalar

segunda-feira, 13 de abril de 2009

a arte e o bolo II

o bolo do aniversário da Lô

na verdade este era apenas um dos bolos que a Semiramis fez para o 10 anos da filha, a Lô, e como é o meu favorito mostro aqui para vocês.
a massa é um pão de ló, um dos recheios é creme de confeiteiro e outro recheio é um creme feito com cerejas azedas no próprio suco trazidas da Alemanha, com todo carinho pela vó, a cobertura leva o mesmo creme de cereja, gel de brilho, creme fresco batido e decorado com pitangas cor de rosa.
ah!...a Lô fica linda de de cor de rosa, aliás a Lô é muito linda.

quarta-feira, 8 de abril de 2009

arroz pilaf e ...

aqui está o resultado dos posts anteriores - o prato cheio
eu particularmente adoro esta combinação:
o azedinho do arroz, o docinho do quibebe, o perfume da farofinha de cebola, e a
costelinha derretendo...
bem, o único que não teve post exclusivo foi o arroz pilaf
mas por isto não,


arroz pilaf apressado



dourei cebola e alho em uma 1 colher de manteiga e 1 de azeite e usei 2 xícaras de arroz parabolizado, coloquei 2 xícaras de agua fervente na qual dissolvi 2 tabletes de caldo de legumes e no meio do cozimento juntei as 2 cenouras raladas no ralo grosso e retalhadas, suco 2 de limões siciliano, acrescentei mais 2 xícaras de agua e abaixei o fogo, deixei acabar o cozimento.

descansar por 5 minutos e servir.

segunda-feira, 6 de abril de 2009

farofinha de cebola

esta farofinha de cebola é coringa na minha cozinha, acabo fazendo para servir quente ou fria, mas sempre para acompanhar carnes, seja no churrasco ou com carnes assada, aprendi com a tia Margarida e acho que foi no batizado da minha afiliada Adriana e olha que a menina já está quase se formando enfermeira, gente como o tempo voa...

farofinha de cebola





cortar cebolas em rodelas ou lascas
deixar murchar, sem dourar, em uma boa quantidade de azeite

salgar a gosto e
misturar farinha de milho branca ou amarela, deixar incorporar,
se desejar salpicar cheiro verde e
pimenta do reino à gosto

sexta-feira, 3 de abril de 2009

costelinha barbecue

bem, a foto não está como eu gostaria que estivesse, mas não por conta do nick, e sim por que eu deixei corar um pouquinho além do que deveria, e sabe como é, quando leva açúcar, mel e laranja, um segundo de descuido pode ser uma corada a mais na camada de gordura que cobria esta manta de costelinha, mas podem ter certeza que ninguém notou isto quando foi servida, o sabor ficou excelente e a maciez ficou como eu esperava, soltando dos ossos...

costelinha barbecue

faça um tempero assim com 4 colheres mel, 2 colheres de açúcar mascavo, suco de 2 laranjas grandes, mostarda à gosto, 2 colheres de catchup, sal, se desejar pimenta, misture bem e espalhe sobre a costela, esfregue de um lado e de outro, não precisa marinar.
faça lascas de alho e espalhe sobre a costela, cubra com papel alumínio, leve ao forno 220 graus, durante 1 hora, abra e vire a peça, depois de mais 40 minutos descarte a cobertura deixando a parte da gordura para cima, deixe corar por mais 20 minutos
em cada virada, regue com o molho que se forma. reduzir o molho e corar.

o tempo de forno vai depender do forno e da espessura da manta de costela, esta previsão é para uma peça grossa de 3 quilos aproximadamente.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

abóbora em três tempos

temos aqui em casa, um local onde despejamos todas as cascas e sementes de legumes, cascas de frutas e algumas pequenas podas, o que chamamos de resíduo orgânico.
vez por outra somos surpreendidos por alguma novidade que por lá nasce espontâneamente, ora mandioca, ora batata doce, mamão, ...
já tivemos moranga e abóbora paulista, porém desta vez nasceu uma variedade de abóbora diferente, estou achando que devem ter sido as sementes da abóbora de leite que a dona Tereza trouxe pra mim, lá do maranhão.






a ramada e a flor






as frutas,


de pele esverdeada parecidas com uma cabotcham,

maiores que uma moranga, e

por dentro, cor da abóbora paulista

nem preciso dizer que fiz vários pratos diferentes com as abóboras que colhi.



como já postei aqui um doce de abóbora, agora optei por um prato salgado feito com abóbora,
que meu marido ama de paixão!





quibebe



refogue em azeite, um fio de calabresa cortada em pequenos cubos, cebola e alho picadinhos.
coloque os pedaços de abóbora (usei 500g ) e 1/2 xícara de água, 1 colher de açúcar e deixe cozinhar em fogo brando, até amolecer.
desligue e amasse grosseiramente.
corrigir o sal e colocar cheiro verde picadinho.
aqueça novamente.

servir como acompanhamento de carnes.

dicas: se preferir use bacon ou costelinha de porco ao invés de linguiça calabresa.